Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Palavra frívola

Em Mateus 12, encontramos Jesus Cristo sendo confrontado por religiosos. O confronto teve início porque os discípulos colhiam espigas, alimento, no sábado. Os religiosos consideravam pecado exercer tarefas neste dia, alegavam que o sábado era apenas dia de descanso. Em flagrante religiosidade carnal, consideravam que era ilícito até curar enfermos no sábado!

Por causa desse embate, religião versus espiritualidade, os fariseus promoveram uma reunião e deliberaram matar Jesus.
Jesus curou um cego de nascença. Os judeus, ao saberem disso alegaram que a cura havia ocorrido pelo poder de Belzebu e não pelo poder de Deus. Belzebu: chefe dos demônios; Satanás.

Jesus declarou que expulsava demônios pelo poder do Espírito de Deus, e que as curas acontenciam em seu ministério porque estava chegado o reino de Deus entre os homens.

"Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha. Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens. E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro" - Mateus 12.30-32.

Jesus ensinou àqueles que planejavam assassiná-lo que o homem bom tira palavras boas de seu coração e os homens maus palavras más, porque transmite o conteúdo que há no coração. Considerou as palavras deles palavras frívolas.

Frívolo: sem valor, desnecessário, leviano. São as palavras apressadas, sem pensar, com intento ruim.

No contexto de Mateus 12, a palavra frívola era a acusação de que Jesus expulsava espíritos malígnos pelo poder de Satanás, e também as proibições de tarefas, com vista a fazer o bem, aos sábados.

Jesus Cristo sentenciou: todas as pessoas que emitem frivolidades darão conta delas no Dia do Juízo Final (vers. 36).
 
Após isso, alguns escribas e fariseus pediram um sinal a Jesus, de que Ele era realmente o Filho de Deus. Jesus lhes disse que o sinal seria sua morte de três dias e sua ressurreição. Mas, na ocasião, aparentemente, ninguém entendeu o que disse.

E.A.G.

Um comentário:

Anônimo disse...

PERFEITA A INTERPRETAÇAO DO AUTOR JESUS FALAVA SOBRE O REINO DE DEUS QUE É ESPIRITUAL E NAO DOS HOMENS QUE É MATERIAL E CARNAL OS RELIGIOSOS NÃO ENTENDIAM E ATÉ HOJE NÃO ENTENDEM POR ISSO CONTINUAM FALANDO PALAVRAS FRIVOLAS EM RELAÇAO A DEUS...

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.