Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

PL 122/2006 - PERGUNTAS E RESPOSTAS DE BLOGUEIRO EVANGÉLICO E SIMPATIZANTE DA CAUSA GAY

Este artigo foi gerado pela participação de um (a) internauta leitor (a) deste blog.

Antes de tudo, quero dizer que homofobia é pecado, porque a homofobia é o sentimento de ódio que toma a mente humana de assalto e leva quem é dominado por este sentimento às atitudes irrefletidas e violentas. Então, como todo cristão, sou contra homofóbicos. Não conheço cristãos homofóbicos.

Preconceito nem sempre é sinal de ódio... Às vezes é apenas pressa para opinar; falta de oportunidade ou de paciência para aprender. E opinar sem base de conhecimento é feio demais!

As minhas respostas objetivam quebrar o grande preconceito de homossexuais contra religiosos e vice-versa.

Daiane Serafin - Tenho algumas posições para refletirem, que com certeza geram dúvidas.

E.A.G. - Daiane, independente de crenças e descrenças, ser heterossexual ou homossexual, a questão sexual é importante. Faz parte da vida humana, de todos que não são assexuados.

Sem querer ser ofensivo ou desdenhar de você, preciso ser claro e dizer-lhe que todas as questões que trouxe soam como frases feitas porque eu já fui confrontado por todas elas algumas vezes. E sempre respondi a todas as pessoas que me interpelaram. Estas ocasiões de perguntas e respostas não geraram dúvidas em mim, mas um afeto por considerar que este conflito causa muito sofrimento.


Daiane Serafin - 1° Se acharem na bíblia alguma passagem em que o nosso senhor Jesus diz que amor é pecado, por favor me avise.

E.A.G. - A questão do amor é ampla. E nem é preciso procurar para responder a você. O tema salta aos nossos olhos em quase todos os trechos bíblicos.

Sobre o amor, em primeiro lugar é preciso saber para qual tipo de amor que você se refere e para qual tipo de amor nós cristãos nos referimos.

No idioma grego (idioma usado nos originais do Novo Testamento) existe mais de um termo para amor: ágape, phileo, e eros.

O primeiro é o amor divino, é de Deus e dado aos seres humanos, é incondicional. O segundo, é o amor da amizade. E o terceiro é a paixão, ou atração física (que não existe citação neotestamentária).

O amor divino (ágape) precisa estar dentro do coração para que o ser humano agrade ao Senhor.

Jesus pede para amarmos com o amor ágape: amar a Deus em primeiro lugar e ao próximo como a nós mesmos. Amando deste maneira, o amor phileo (de amigos) e o eros (atração física) jamais nos dominará, pulsam dentro do coração mas sob controle, porque decidimos que seja assim e Deus nos capacita para isso.

Nós, cristãos, ao falar do amor, nos referimos ao mandamento de Cristo, que é mais que emoção, é uma decisão muito consciente. É a decisão de ser manso, de ser perdoador, de querer oferecer novas chances de acertar para quem vive errando sem parar.

Amar na maneira ágape não significa concordar com tudo que o próximo faz. Se o próximo erra, é dever corrigi-lo. Não corrigir implica em pecado da omissão.

Você cobrou referências bíblicas:

• Leia o texto bíblico que o cantor Renato Russo cantou sobre o amor no estilo ágape: 1ª Corintios 13, capítulo inteiro.

• Sobre o pecado da omissão: Mateus 23.23; 25.45; Lucas 11.42; 12.47; Tiago 4.17.


Daiane Serafin - 2° Homossexualismo não é "opção", e aqueles que dizem que estão "curados" são mentirosos que não tiveram força pra aceitar quem são, e cometem o pior pecado de todos, o de não amarem a si mesmos, que dirá amar o próximo então.

E.A.G. - “Homossexualismo não é opção”. Apesar de parecer um chavão, por ser uma frase altamente repetitiva, entendo que sempre é pronunciada e escrita dentro de climas muito pessoais... Respeito quem passe por estes climas, apesar de discordar da frase.

Quanto a dizer que não existem ex-gays, que são mentirosos quem assim se classificam, é apenas uma opinião. Será perda de tempo eu debater com você encima de sua sentença opinativa. Não desejo me estender sobre isto por respeito aos que sofrem.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, confira em sua publicação oficial, CID 10, existem muitos homossexuais que sofrem por serem desejosos em deixar o homossexualismo (sim, segundo a OMS é homossexualismo e não homossexualidade). Muitos gays sofrem de um mal egodistônico, uma falta de sintonia pessoal que provoca um estado de sofrimento psíquico. Buscam ajuda psicológica e mudam o estilo de vida. Por quê? Porque querem mudar, deixar se sofrer!

Veja bem, a afirmação de que existem seres egodistônico não é uma afirmação minha, NÃO É UMA AFIRMAÇÃO DA BÍBLIA, é da Organização Mundial da Saúde!

Daiane Serafin - 3° Há héteros que vivem na luxúria, assim como homossexuais também, mas não são todos, muitas das relações tanto hétero como homossexuais tem amor como base, e isso é o que Jesus nos pede.

E.A.G. - É óbvio que o estilo de vida na luxúria independe de ser ou não heterossexual. É questão de respeito próprio e de caráter fraco.

Sobre o que Jesus nos pede quanto ao amor, expliquei acima sobre a etimologia da palavra amor no idioma original do Novo Testamento. Quando o amor-ágape sobressai, nos esforçamos para obedecer a Deus na esfera do amor-amizade e amor-atração física.

Esqueça a questão hétero / homo e considere que existem regras bíblicas a serem seguidas na questão de união de corpos: leia Romanos 1, capítulo inteiro.

Daiane Serafin - 4° Se o nosso senhor nunca condenou um homossexual, quem somos nós pra fazermos isso?

E.A.G. - Eu devolvo uma pergunta oposta a você: se o Senhor nunca incentivou a homossexualidade, quem sou eu para fazer isso? E acrescento: a Bíblia toda dá suporte para minha posição nesta temática

Daiane Serafin - 5° Essa lei pune aqueles que "discriminam", ou seja, humilham, agridem ou cometem atos incitando a violência, então porque teme-la? Os senhores poderão condinuar dizendo que é pecado, e quem quizer acreditar acredite, mas não há passagem na Bíblia que diz que amor é pecado, mas sim luxúria, e há muitos casais homossexuais que renunciam tais atos pecaminosos.

E.A.G. - Eu não temo o PL 122/2006 (não é lei, é um Projeto de Lei). Acho este projeto uma idéia burra. Quem irá para a cadeia? Trabalhadores, quem paga impostos, pessoas que dão muitas vagas de trabalhos... Já imaginou uma Marcha Para Jesus (que já tem data oficial no calendário brasileiro) com todos os crentes gritando que homossexualismo é pecado? Quantos presídios terão que ser construídos? E em quanto subirá o orçamento do Governo para as “quentinhas” dos crentes atrás da celas? E em quanto o PIB cairá porque crentes resolveram não parar de recitar a Bíblia em Romanos 1? Certamente faremos muitos cultos e daremos muitas glórias a Deus na cadeia, às custas dos gays se esta idéia virar lei. Sugiro que comecem a construir presídios com os nomes Igreja Católica, Igreja Batista, Igreja Assembleia de Deus, Sinagoga Judaica...

Você parece não conhecer os detalhes do PL 122/2006 ao afirmar que todos os religiosos poderão continuar pregando que a prática homossexual é pecado. Leia o projeto e peça a explicação de um advogado.

Não existe nenhuma passagem bíblica afirmando que o amor é pecado, mas existe passagem bíblica afirmando que a união de corpos de pessoas com o mesmo sexo é pecado. Releia Romanos 1, capítulo inteiro.

Novamente voltamos à palavra amor, reveja a etimologia da palavra na resposta nº 1, onde explico que a união de corpos não é amor. Esqueça o eufemismo.


Daiane Serafin - Por fim, penso que não irão postarão este meu comentário no blog, mas quero que saiba, que quem prega o ódio, terá a vida eterna baseada nele, e nunca serão felizes nem estarão ao lado de Deus, vocês saberão a verdade um dia, e se arrependerão de não terem amado o ser humano como nosso Senhor Jesus Cristo amou.

Daiane Serafin - Heterossexual casada, mãe de 2 filhos e muito feliz por amar o ser humano, a mais nobre criação de nosso Deus.


E.A.G.
- Ao pregar que homossexualismo é pecado, os cristãos crentes e católicos, e os judeus não estão fomentando o ódio contra gays. Fazemos profissão de fé sem interferir na vida de ninguém, pois ninguém é obrigado a ser um religioso.


Também penso que pregar o ódio é pecado, quem faz isso não está e nunca estará ao lado de Deus. Pastores não incitam ódio; não ensinam a espancar ou matar gays.

Você fala em amar como Jesus amou, porém, não existe passagem bíblica que mostre Jesus apoiando a união homossexual.

Não tenho ódio de você, uma simpatizante da Causa Gay e nem tenho ódio de nenhum homossexual.

Posso fazer um paralelo sobre meu sentimento nesta questão homossexual. Tenho diversos choques de opiniões em outros assuntos, sou contra muitos heterossexuais. Por exemplo: os héteros adúlteros. Recito que o adultério é pecado. Trata-se apenas da minha opinião baseada na fé de que as Escrituras são a Palavra de Deus.

Teria eu ódio dos héteros adúlteros também? Jamais!

O PL 122/2006 deveria acrescentar proteção aos adúlteros, afinal, são tratados por todos os religiosos de maneira igual aos homossexuais.

Abraço.

Fonte: PL 122/2006 - Ameaça de Processo Contra Blogueiro Evangélico

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.